quinta-feira, 24 de março de 2011

PNL: A arte do pensamento positivo

O estado físico reflete o estado mental e acredito que o inverso é verdadeiro. O modo como nossa mente se comporta pode facilitar a resolução dos problemas mais difíceis ou até mesmo dificultar em problemas muito simples. Segundo Dalai Lama, em seu livro "Iluminando o caminho", em sua trans-missão sobre a busca da felicidade por meio de uma mente que controla os pensamentos positivos e negativos, relata que:


“O único meio eficaz é de trabalhar com a mente enquanto ela se encontra livre de emoções intensas, analisar seu mundo interior repetidas vezes e, gradativamente, desenvolver uma consciência maior e algumas novas convicções. Dessa maneira desenvolveremos uma mente e um corpo saudáveis, e as emoções negativas estarão mais fracas quando se manifestarem Esse é um meio de treinar a mente.
Do outro lugar do mundo, no ocidente, um obstinado embebido com as funções de seu trabalho, começa a estudar as características dos homens de sucesso e traça os caminhos para o sucesso. Napoleon Hill, com sua filosofia do sucesso, nos mostra na prática o primeiro degrau, com o processo de autossugestão (sugestão que alguém faz deliberadamente a si mesmo) que esta baseada nos seguintes fatos:

  1. Os movimentos do corpo humano são controlados e dirigidos pelo pensamento, isto é, por ordens do cérebro, onde a mente tem sua sede; 
  2. A mente se divide em duas seções: a chamada de consciente (que dirige o corpo enquanto estamos acordados) e outra sub-consciente, que controla as atividades corporais enquanto dormimos;
  3. A presença de qualquer pensamento ou idéia consciente (provável também na subconsciente) tem a tendência de produzir alguns sentimentos associados e impulsionar o indivíduo a atividade corporal o apropriado a transformar esse estímulo mental em realidade. 
Por exemplo: você pode desenvolver a coragem, a autoconfiança e a determinação utilizando a afirmação ou outra mantendo a constantemente em sua mente  "Acredito em mim. Sou corajoso. Consigo ser perseverante. Posso realizar qualquer coisa que tentar." Isso é autossugestão.


Quando quiser ser um verdadeiro campeão, verificará a importância de trabalhar a evolução do controle da mente.



Obrigado pela atenção. Espero vocês nos próximos posts. Pensamento positivo!






Carlos.

domingo, 20 de março de 2011

Brasília x Franca

Muito bom assistir confrontos como Franca e Brasília. É um aprendizado constante com jogadores de alto nível técnico e inteligência tática e dois técnicos incomparáveis, de um lado o Hélio Rubens (Franca) e do outro José Vidal (Brasília).  O time de Franca dessa vez levou a melhor vencendo por 80 a 77. Brasília ainda teve 3 arremesso para empatar o jogo mas não foi dessa vez. O NBB segue com o Pinheiros liderando  pelo critério de desempate no confronto direto com Flamengo (súmula do jogo), seguidos pelo  Brasília, Bauru e Franca.
O que me chamou atenção foi a quantidade de erros cometidos (5 x 4) durante todo o jogo. Os dois times demonstraram a mesma filosofia de jogo - Jogar em transição, com defesas muito agressivas, assim a quantidade de ataques aumenta. O impressionante é que esse tipo de jogo apresenta muitos erros, o que não aconteceu. Nas estatísticas gerais, o Brasília é a equipe que mais arremessa lances livres por jogo (16,6) e também é líder em aproveitamento com 79,2% na temporada 10-11. O Brasília atuando como visitante tem o aproveitamento maior de lance livre (18,8 e 80,2%). Hoje não conseguiu manter sua média obtendo 14/ 21, aproveitamento de 67% nos lance-livres. Já Franca fez o dever de casa com 20/ 23, aproveitamento de 87% no quesito, superando sua marca de 81.1% no geral.


Lance livre ganha jogo. 


Dicas: Arremesse todos os dias. Faça anotações do desempenho. Mantenha a rotina de concentração nos arremessos livres, tanto nos treinos quanto nos jogos. Pense positivo e não envolva sua mente com pensamentos desnecessários.

video
Fonte: Sportv, site NBB

Compartilhando objetivos

Mike Krzyzewsky and Coach Bobby Knight
US Military Academy
Segundo Coach K, em seu livro Leading with the Heart, "definir objetivos faz parte da liderança. Os objetivos devem ser realistas, possíveis e compartilha-los entre todos os membros do time". Quando se compartilha os objetivos, ao invés de apenas tê-los em comum, surgi a cooperação de um com o outro, formam vínculos fortes e consequentemente se tornam igualmente comprometidos.
Jogar duro juntos, ser o melhor time defensivo, os membros do time construirem vínculos fortes uns com os outros e compartilhar objetivos que envolvem trabalho junto, como grupo, durante todo o ano. Quando um time consistente concentrar-se nos objetivos desse jeito, a maioria das conquistas virão! 

Nossos objetivos devem ser dignos com nossos compromissos!